Sabá - IGNOBLIS RITAE

Ir em baixo

Sabá - IGNOBLIS RITAE Empty Sabá - IGNOBLIS RITAE

Mensagem  Papa Zulu em Sab Jan 19, 2013 12:56 pm

Diferente dos Auctoritas Ritae, os rituais "comuns" ou "menores" variam bastante de bando para bando. Vários desses ritae aparecem de uma forma ou de outra, em todo o bando do Sabá, mas muitos deles só existem em certas regiões ou até mesmo em um único bando.

RITO DE ACEITAÇÃO

O ritual de boas-vindas a um novo membro de um determinado bando, sendo é usado para reconhecer a ascensão de um recruta ou toda vez que ocorre uma mudança de poder ou no quadro de membros.

RITO DE FIDELIDADE

Usado especialmente pelos desertores da Camarilla e usado antes do Tito de Aceitação. O ritual envolve a implantação de uma marca secreta no corpo do traidor, com o uso da Vicissitude, para torná-lo permanente e beber por último a Vaulderie e não contribuir para ela.

RITO DE CONTRIÇÃO

Até mesmo o Sabá comete pecados e indiscrições que devem ser espiados. O Rito tem essa função. Talvez seja o mais importante Ignoblis Ritae, pois muitos Inquisidores, operativos da Mão Negra, sacerdotes e Ductus oferecem uma opção entre a contrição ou a morte para membros da seita que cometeram delitos contra o Sabá.

RITO DA HOSPITALIDADE

Reforça a ideologia do Sabá quanto à ideologia ao respeito à individualidade, ao mesmo tempo em que exige união para alcançar os objetivos da seita. Muitas vezes, Ductus Sacerdotes usam esse ritual como oportunidade para discutir planos do Sabá.

RITO DE AÇÃO DE GRAÇAS

Voltado mais para o enaltecimento das proezas de alguém. Em geral, precede esbats ou outras reuniões da Espada de Caim.

RITO MARCIAL

Serve para inspirar o Sabá com um fervor que precede a destruição de seu inimigos. Algumas vezes os bandos ornam a faze e o corpo uns dos outros com tinta, sangue ou henna.

DERRAMAMENTO DE SANGUE

Quando dois ou mais membros do Sabá se alimentam juntos, reconhecendo o compartilhamento da refeição.

RITO DE FURTIVIDADE

No interesse da manutenção do silêncio, alguns bandos tomam precauções adicionais e invocam presságios favoráveis. Consiste nos vampiros participantes arrancarem parte da língua um dos outros com os dentes e cuspi-los no fogo.

DANÇA DO SOL

Tem o intuito de testar a resistência e a bravura dos Cainitas, girando e contorcendo-se sem parar em uma dança hipnótica em torno de uma inscrição simbólica do sol flamejante desde o pôr-do-sol até caírem exaustos uns sobre os outros, cobertos de suor de sangue.

TESTE DE DOR

Os sacerdotes usam estes ritas extensamente para testar quão forte é o espírito de seus companheiros. Bandos diferentes usam este ritual de formas diferentes, alguns para aqueles que reivindicam a liderança, outros como punição.

A BENÇÃO DA ÁSPIDE

Este ritual harmoniza-se com rituais mais tradicionais e ocultos da seita. O sacerdote eleva uma cobra (normalmente venenosa) diante do bando, pede que o olho vigilante de Caim reine sobre os vampiros reunidos, beija a cobra e a exibe a cada um dos companheiros de bando que também deve beijá-la. Aquele que for mordido pela cobra, significa que Caim desaprova tal infeliz.

REVELAÇÕES

Este ritual assegura a honestidade de uma alegação a ser revelada, tal qual o juramento de uma testemunha na corte , ele não "força" realmente a verdade. Caso um sacerdote duvide de um da veracidade de uma alegação, a vítima deverá escrever em uma folha de papel com seu próprio sangue. Quando queimada, se a fumaça for preta, a alegação é uma mentira; caso seja branca, será verdadeira.

PRÁTICAS ESPECIAIS DA SEITA

Muitos rituais menos importantes que os ritae unem o Sabá. Essas práticas assemelham às armadilhas das sociedades secretas e são úteis na identificação de outros indivíduos como integrantes da seita.

Juramento de Fidelidade ao Sabá
Onde os vampiros juram um credo específico, apoiando a seita durante suas reuniões. O Juramento inclui a identificação do indivíduo na seita, assim como seu posto e a promessa de lealdade.

Símbolo da Seita
Usado freqüentemente em tempos de Jyhad para permitir que os outros vampiros da seita reconheçam seus companheiros. O símbolo é uma ank invertida com adornos estilizados.
Teste de Verificação aplicado a estranhos que alegam pertencer ao Sabá.

Sinais e Marcas Específicas
São linguagens de sinais únicas e símbolos gráficos que são utilizados para identificar seu território e seus integrantes.

Cor da Seita
Teoricamente a "cor" do Sabá é o púrpura, mas os adeptos mais rigorosos dessa prática são jovens vampiros que gostam da identificação com a cultura de gangues ou membros do Sabá da era vitoriana que levam o costume adiante.

Papa Zulu
Papa Zulu

Mensagens : 163
Data de inscrição : 23/12/2012
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum